}

terça-feira, 14 de julho de 2015

[RESENHA] A Rainha Vermelha, Victoria Aveyard

A RAINHA VERMELHA
A Rainha Vermelha
Ano: 2015 
Páginas: 424
Editora: Seguinte


Sinopse: A Rainha Vermelha - O mundo de Mare Barrow é dividido pelo sangue: vermelho ou prateado. Mare e sua família são vermelhos: plebeus, humildes, destinados a servir uma elite prateada cujos poderes sobrenaturais os tornam quase deuses. Mare rouba o que pode para ajudar sua família a sobreviver e não tem esperanças de escapar do vilarejo miserável onde mora. Entretanto, numa reviravolta do destino, ela consegue um emprego no palácio real, onde, em frente ao rei e a toda a nobreza, descobre que tem um poder misterioso… Mas como isso seria possível, se seu sangue é vermelho? Em meio às intrigas dos nobres prateados, as ações da garota vão desencadear uma dança violenta e fatal, que colocará príncipe contra príncipe - e Mare contra seu próprio coração.                                                                       


O que falar de um livro tão incrível? Como prometido anteriormente, este post é destinado para a resenha do livro A rainha vermelha, livro que foi sugestão da Cinara Sales para a leitura coletiva do Saberes Literários,portanto, esta resenha se remete à opinião de todos que leram.

Primeiro falaremos do aspecto físico: A capa é realmente muito bonita, prateada e com sangue vermelho escorrendo, o que condiz muito com o contexto do livro. As letras são grandes, o espaçamento é ótimo também, o tornando muito fácil de ler. 

Uma opinião unânime é que o início do enredo foi realmente bem parado e por diversas vezes discutimos sobre o livro ser chato. O fato é que o início é muito descritivo e por ter tantas descrições de como é o mundo da protagonista, o livro começou bem monótono. Ou seja, este não é um daqueles livros que te prendem desde o início porém, estas descrições são essenciais para a compreensão do restante da estória. 

O livro é narrado em primeira pessoa pela protagonista do enredo: Mare. O mundo de Mare é dividido entre pessoas com sangue vermelho e prateado, onde os vermelhos são meros escravos submissos e os prateados são ricos e possuem poderes sobrenaturais, controlando as pessoas de sangue vermelho. Porém um acontecimento muda para sempre a vida de Mare.

A protagonista, desde o início se mostrou ser muito esperta, visto que ela tirava o sustento da família de pequenos furtos que realizava, mas o livro mostrou que até os mais espertos podem ser enganados, o que por diversas vezes surpreendeu no livro.

 Todo mundo pode trair todo mundo

A partir da metade do livro, acontece uma aventura atrás da outra, um acontecimento após o outo uma traição após a outra e até quem menos esperamos pode trair. E por isso o lema de Mare vira:

Todo mundo pode trair todo mundo

Frase esta que ela repete diversas vezes.

****A partir deste ponto contém spoiler****

Sobre a traição do príncipe Maven, houve quem ficou surpreendido e houve quem já desconfiava dele desde o início. Contudo, diversas vezes foi dito que ele era igual à mãe, o que Mare ignorou por diversas vezes bem como muito dos leitores também ignoraram.

Segue abaixo algumas teorias propostas durante a discussão:

As opiniões divergem quanto a capacidade de Mare e do irmão de possuírem poderem superiores aos dos prateados. Bem como sobre o triângulo amoroso e a traição do príncipe Maven.

  • Os dois príncipes se apaixonaram pela protagonista assim como ela também se apaixonou pelos dois príncipes. 
  • Apenas Cal amava Mare de verdade enquanto Maven queria apenas o lugar do irmão.
  • Maven traiu a todos por que foi manipulado por sua mãe.
  • Maven agiu daquela forma porque queria tomar o lugar do irmão e sentia inveja por estar sempre em segundo plano. 
  • Mare, assim como seu irmão e os outros que são considerados vermelhos e prateados, sofreu uma evolução ou uma mutação em seu sangue, dando-lhe poderes o que a tornou uma nova espécie, uma espécie superior aos prateados.
  • Mare pode ser filha de mãe vermelha e pai prateado, herdando o sangue da mãe e os poderes do pai, assim como seu irmão Shade que em diversos pontos Mare mencionou ser o seu irmão preferido. Neste caso o motivo de tal proximidade seria o fato de somente eles serem filhos do mesmo pai e da mesma mãe, possuindo poderes. Lembrando que em alguns pontos do livro foi dito que Mare era vermelha e prateada, o que condiz ainda mais com esta teoria. Afinal: 
Todo mundo pode trair todo mundo.


Contudo, apesar do início lento, o restante foi realmente surpreendente e deixou muitas expectativas para os próximos livros!

Resenha por: