}

sexta-feira, 26 de agosto de 2016

Escrever cartas...

Por Amanda Medeiros

Olá galerinha, todos sabem como é difícil encontrar pessoas que se corespondem por cartas atualmente. Em meio a tanta tecnologia, redes sociais e meios de comunicação, as pessoas vivem conectadas e não desgrudam mais de seus telefones celulares. Toda essa tecnologia é muito boa, mas produz uma reação nem tão boa assim na maioria das pessoas. Boa parte da população se tornou imediatista, não consegue esperar uma resposta e boa parte das pessoas quase morre de ansiedade por isso. Outra reação é a dificuldade crescente a cada dia de se compreender e produzir uma letra cursiva legível.

No entanto, em meio à tanta tecnologia, ainda existem pessoas que mantém o velho e bom hábito de se redigir uma carta e esperar semanas pela resposta, produzindo paciência, criatividade e muito carinho. Posso dizer com orgulho que eu sou uma delas!

Todo grande leitor sonha um dia em escrever um livro. Eu não sou diferente, mas a minha criatividade "empaca" sempre nas primeiras linhas. Bem, isso não impede com que eu escreva pequenos textos dizendo sobre como me sinto em determinadas situações. Abaixo escrevi um texto descrevendo exatamente o que é para mim escrever cartas. 


Escrever cartas


Escrever cartas é minha válvula de escape, minha forma de viajar pelas regiões do Brasil e do mundo sem nem mesmo sair do lugar, é minha forma de desenvolver a criatividade, a escrita e o vocabulário. Escrever cartas é minha forma de conhecer pessoas de tão longe e que nunca vi, mas que ao mesmo tempo parece que conheço há anos e que sempre fomos amigos. 

Escrever cartas é dedicar um pouco mais do seu tempo com outras pessoas que tambem o dedicam a você. Escrever cartas é se preocupar e se identificar com quem você nunca viu. Escrever cartas é "ouvir" o seu correspondente e tentar resolver os seus problemas e os dele. Escrever cartas é sair pela cidade procurando o mimo adequado pra mandar na próxima carta, é procurar papéis diferenciados, é ganhar tempo fazendo e decorando envelopes.

Escrever cartas é muito mais do que escrever, é construir e manter uma amizade que ficará para sempre eternizada nas folhas de papel recebidos mensalmente. Escrever cartas é passar nos correios antes do trabalho ou na hora do almoço, é fazer amizade com a pessoa do correio, é fazer amizade com o certeiro. Escrever cartas é chegar em casa e não ver a hora de encontrar uma carta na caixa de correspondência, é ficar feliz quando tem uma carta e triste quando são apenas contas. 

Escrever cartas é deixar a tecnologia de lado para voltar ao passado. Obrigada amigos que compartilham esta paixão e que junto comigo são considerados "antigos", "inadequados" e até mesmo "loucos" enquanto boa parte das pessoas querem respostas imediatas, não praticam a paciência e a cada dia que passa sabem esperar cada vez menos. Escrever cartas é praticar além da paciência, o amor!


Gostou do texto? Você escreve cartas e também se sente desta forma? Então compartilhe conosco a sua experiência e curta o Saberes Literários nas redes socias!