}

segunda-feira, 22 de agosto de 2016

[RESENHA] Marley & eu, John Grogan

Por Amanda Medeiros

Marley & Eu
A vida e o amor ao lado do pior cão do mundo
John Grogan
Ano: 2006 / Páginas: 303
Idioma: português
Editora: Ediouro

Sinopse: John e Jenny eram jovens, apaixonados e estavam começando a sua vida juntos, sem grandes preocupações, até ao momento em que levaram para casa Marley, "um bola de pêlo amarelo em forma de cachorro", que, rapidamente, se transformou num labrador enorme e encorpado de 43 quilos. 
Era um cão como não havia outro nas redondezas: arrombava portas, esgadanhava paredes, babava nas visitas, comia roupa do varal alheio e abocanhava tudo a que pudesse. De nada lhe valeram os tranquilizantes receitados pelo veterinário, nem a "escola de boas maneiras", de onde, aliás, foi expulso. Mas, acima de tudo, Marley tinha um coração puro e a sua lealdade era incondicional. Imperdível.


Sabe aquele livro que permite com que você se identifique com a história, te emociona e te faz chorar litros?! Pois esta foi a sensação que tive quando li Marley e eu. 


Talvez por ser uma história real, talvez por eu amar cachorrinhos e identificar comportamentos que os meus próprios cachorros faziam ou fazem, Marley e eu foi um livro especial para mim. John Grogan narra a própria história, os conflitos e alegrias trazidas por Marley, um labrador hiperativo que fazia parte de sua família. 


Quem assistiu ao filme com certeza se emocionou com as peripécias de Marley, suas crises de medo e seu amor por seus donos, mas somente quem leu o livro consegue realmente entrar na história e se identificar com as personagens. Um casal normal, com vidas reais, acontecimentos normais. Não é nada extraordinário, nada fantasioso e nada que nunca tenha acontecido na vida de donos de cachorros. É um livro tão normal e é isso que o torna especial. Mostra que histórias normais, as nossas próprias histórias, também podem ser protagonistas de uma história superação, perdas, frustações, mas também umahistória cheia de amor e carinho. 


O protagonista dessa história não é Grogan, é um simples animal que na sua simplicidade, desobediência e hiperatividade, demonstra ser o pior cão do mundo, mas ao mesmo tempo o melhor de todos. 


É na simplicidade da história que nos simpatizamos com as personagens e nos permitimos ter momentos de frustração, alegrias e sim, sentimos aquele aperto no peito, aquela vontadezinha de chorar. Um livro emocionante sem dúvidas e que os donos de cachorrinhos irão amar!


Faça o download em PDF de Marley e eu!