}

terça-feira, 4 de outubro de 2016

[RESENHA] O chamado do Cuco, Robert Galbraith

Por Amanda Medeiros


Olá galera, aqui estou eu com mais uma resenha para vocês.  O chamado do Cuco é um livro investigativo no estilo Agatha Christie, porém escrito por J. K. Rowling.  Ai você diz, "O que?  A autora de Harry Potter? Mas na capa, o nome do autor é outro!" 
Sim, a autora é ela mesma, porém escreveu sob o pseudônimo de Robert Galbraith. Você não sabe o que é pseudônimo?  Então leia neste post AQUI
Mas agora voltando ao assunto O chamado do Cuco.

O CHAMADO DO CUCO

Cormoran Strike # 1
Robert Galbraith
Ano: 2013 / Páginas: 448
Idioma: português
Editora: Rocco

Quando uma modelo problemática cai para a morte de uma varanda coberta de neve, presume-se que ela tenha cometido suicídio. No entanto, seu irmão tem suas dúvidas e decide chamar o detetive particular Cormoran Strike para investigar o caso. Strike é um veterano de guerra, ferido física e psicologicamente, e sua vida está em desordem. O caso lhe garante uma sobrevida financeira, mas tem um custo pessoal: quanto mais ele mergulha no mundo complexo da jovem modelo, mais sombrias ficam as coisas e mais perto do perigo ele chega. Um emocionante mistério mergulhado na atmosfera de Londres, das abafadas ruas de Mayfair e bares clandestinos do East End para a agitação do Soho. O Chamado do Cuco é um livro maravilhoso. Apresentando Cormoran Strike, este é um romance policial clássico na tradição de P. D. James e Ruth Rendell, e marca o início de uma série única de mistérios.



O detetive Strike, um homem alto, grande, com um corpo nada atlético e com uma perna perdida durante a guerra, vê sua vida de cabeça para baixo quando em um dia diferente do comum, aparece em seu escritório um cliente diferente do comum. Um detetive que estava até então acostumado a investigar casos de infidelidade em relacionamentos se vê tentato a investigar um caso de suicídio.  Ou serIa homicídio?  É isso o que ele precisa descobrir.

Primeiramente, o que dizer desta capa? Ela realmente é uma capa que chama atenção, daquelas que te convida a ler um livro, mas que na verdade diz muito pouco sobre a história. Ora, um homem com casaco andando na rua, um pouco suspeito. Para que já leu Sherlock Holmes, fica óbvio de que se trata uma história de detetive, mas que diz muito pouco do caso. Até o momento, fiquei um pouco sem entender o motivo do nome do livro. Me causou certas dúvidas mas não quero dar spoiler por aqui então quem estiver curioso precisará ler o livro. 

Narrado em terceira pessoa, o livro se torna cansativo, narrando detalhes da vida pessoal das personagens que eu não estava interessada em saber. Isso deixou a narrativa lenta, tediosa e demorou para começar a acontecer alguma coisa. Mais da metade do livro o narrador passa contando dos encontros do detetive, mas este escolhe as personagens que estão mais envolvidas no caso para serem as últimas a serem entrevistadas por ele. 

Em muitos momentos o detetive deixa a sua vida pessoal atrapalhar a investigação, em outros ele utiliza dela para conseguir contatos. Cormoran em muitos momentos mistura trabalho com vida pessoal e amorosa, deixando o livro cheio de informações desnecessárias à investigação.

No entanto, uma frase me marcou durante a leitura:


"Tinha perdido o exército,  Charlotte e meia perna; sentia a necessidade de se acostumar inteiramente ao homem que se tornara, antes de estar preparado para se expor à surpresa e à piedade dos outros." 
Esta frase me chamou muito a atenção pois Cormoran a todo momento buscava ficar bem consigo mesmo, o que causava durante a leitura a dúvida de que ele realmente seria capaz de solucionar o caso. Mas, é claro que o livro não poderia terminar sem ter o caso solucionado e confesso que o final me surpreendeu bastante apesar de todo o restante do livro ter tido uma leitura arrastada e cansativa. 

Vi muitas avaliações positivas sobre o livro, mas sinceramente, não achei um livro tão bom assim, salvo pelo final. Portanto minha avaliação é nota 3. Mas, como sempre digo, leia você mesmo e tire suas conclusões. As vezes sou um pouco " do contra" rs 



Ficou interessado na leitura?
Faça o download AQUI